Julho de 2019 foi o mês mais quente da história, diz ONU

  • 12/08/2019
  • 0 Comentário(s)

Julho de 2019 foi o mês mais quente da história, diz ONU

O mês de julho de 2019 foi, possivelmente, o mais quente da história, informou a Organização Meteorológica Mundial (OMM), entidade ligada à ONU. Conforme o comunicado, julho no mínimo igualou, se não ultrapassou, o mês mais quente já registrado em todo o mundo – julho de 2016 – após o junho que também foi o mais quente da história.


Os últimos cinco anos, de 2015 a 2019, também estão no caminho de serem os mais quentes já registrados, segundo o secretário-geral da ONU, António Guterres. "Se não agirmos contra a mudança climática agora, estes eventos climáticos extremos serão só a ponta do iceberg", declarou Guterres jornalistas em Nova York.

De acordo com Guterres, as temperaturas deste julho são ainda mais significativas porque "o mês mais quente anterior, julho de 2016, ocorreu durante um dos El Niños mais fortes de todos os tempos", o que não foi o caso neste ano de 2019.

Já o serviço europeu Copernicus, em dados divulgados no último dia 5 de agosto, afirma que julho de 2019 foi o mais mês mais quente já registrado no mundo e este ano está a caminho de ser o mais quente da história.

0 Comentários


Deixe seu comentário


Aplicativos


Locutor no Ar

Mensagem da Cruz (Irmão Airton )

18:00 - 20:00

Peça Sua Música

Nome:
E-mail:
Seu Pedido:


Anunciantes